10 dicas de como escolher o nome certo para sua empresa

O processo de naming é um dos mais valiosos e delicados na construção de branding. Afinal, esta escolha será responsável pela facilitação do sucesso ou do fracasso de sua marca.

Portanto, não veja como exagero se eu disser que, nesta definição, cada letra tem muita importância. Você já deve ter visto muitas siglas que carregam histórias de sucesso. LG, BMW, HP, CVC e tantas outras.

Criar um nome é trazer à tona o todo o potencial e a experiência possível de produtos ou serviço. É marcar a lembrança do consumidor. E isto, no PDV ou nas buscas do Google, faz muita diferença.

Para ajudar você a entender o quanto a criação de um nome é importante para sua empresa, bem como conhecer dicas valiosas para este processo, este post será excelente.

Por isso, convido você a seguir abaixo e conferir como eu procuro trabalhar o processo de criação de naming, onde muitos clientes se valeram de grandes resultados para iniciarem as grandes histórias de sucesso de suas empresas.

Confira!

Como escolher o nome de uma marca

As pessoas se apaixonam pelos nomes dos produtos. Afinal, eles carregam consigo toda a energia de um trabalho completo com branding.

Nomes podem agregar atributos, associações e experiências que as pessoas imediatamente compreendem e aceitamtratam repetidas vezes ao longo da vida. Tudo vai, claro, da experiência proporcionada ao longo de um processo que nasce nas comunicações publicitárias e vai até a pós-compra.

Resumidamente, um bom nome é aquele que traz consigo uma carga de emoção e estratégia, em equilíbrio perfeito, para valorizar a história das empresas.

Sonoridade, possibilidade de extensão e posicionamento são alguns dos elementos que devem ser estudados. Abaixo, indico 7 principais dicas que podem ser utilizadas como um pequeno guia para o processo de naming.

1. Responda questões sobre planejamento estratégico

Estudar sua marca e tudo o que a envolve estrategicamente é fundamental. O processo de pesquisas para a definição de naming pode seguir três respostas que desdobrarão outras questões:

Saber o que exatamente você está nomeando

Qual o principal atributo da marca que quer nomear?
Este atributo tem fácil lembrança na mente do consumidor?

Saber o que seu público-alvo pensa

Faça pesquisas com seu público-alvo para saber o que eles pensam quando leem um determinado nome. Lembre-se de avaliar sua lista também com o os colaboradores da empresa, afinal, eles possivelmente serão o primeiro público da marca.

Saber o que você quer ressaltar através do nome escolhido

Pode ser um determinado ingrediente do produto, um de seus principais diferenciais ou um determinado termo que identifique o tipo de público-alvo.

2. Faça brainstorms e deixe a criatividade solta

Reúna-se com outros profissionais criativos e deixe a criatividade correr solta. Isto será fundamental para encontrar o melhor caminho a seguir. Ainda que algumas ideias pareçam estranhas ou descabidas para a escolha do nome, não descarte elas.

Lembre-se de que existem muitos casos em que um primeiro contato com o nome pareceu estranho, mas nem por isso deixaram de ser interessantes. Google, por exemplo, nasceu de um insight de seu fundador, Larry Page, junto a estudantes da Universidade de Oxford, que, na verdade, haviam sugerido o termo matemático “googleplex”.

3. Crie um questionário para verificar o potencial dos nomes em sua lista

Após uma boa sessão de brainstorm, você terá muitas opções listadas que podem ser trabalhadas. Para identificar o potencial de cada nome, particularmente, utilizo cinco questões básicas que devem ser respondidas de maneira clara e direta.

  • Este nome é curto e fácil de escrever?
  • Este nome é neutro a problemas?
  • Este nome é adequado ao que oferecemos?
  • Este nome é de fácil memorização?
  • Este nome é lícito?

Documente e estude cada resposta. A partir disso, você fará um excelente filtro com as possibilidades e, certamente, estará mais perto de sua escolha final.

4. Pesquise, pesquise e pesquise

Para encontrar um nome perfeito, esqueça do tempo e da pressa. É preciso fazer muitas pesquisas para ter centenas ou até mesmo milhares de opções.

Defina pesquisas por termos, jargões, significados nos dicionários, nomes dos concorrentes e tudo o que envolver o universo de sua nova marca. Para isso, exclua limites, evite julgamentos e restrições: deixe a imaginação fluir.

5. Pense na possibilidade de expansão

Por mais que sua empresa esteja apenas começando, é bem possível que a criação de um bom brand e a escolhas de estratégias acertadas traga muitas possibilidades de crescimento. Desta maneira, sempre pense que o nome de sua empresa deve estar adequado a futuras expansões, seja pela inclusão de novos sócios ou a entrada em um novo nicho de mercado.

6. Não se apaixone por um nome

Não caia na armadilha de escolher um determinado nome só porque agrada a você. Lembre-se de que existem outros atributos de branding que devem ser considerados, além, claro, de entender que seu público-alvo é o principal interessado.

Isso não quer dizer que você deva ignorar seus instintos. Pelo contrário. Quanto mais estudar os atributos que devem ser considerados na escolha do nome, mais sua percepção estará afiada.

7. Não deixe um nome fugir demais do contexto

É comum que alguns caminhos levem a devaneios fantasiosos na escolha por um determinado nome. Entretanto, fuja de vias que se distanciem da ideia inicial.

Mantenha em mente as características essenciais de seu produto ou serviço, de seu público-alvo e dos objetivos de mercado para manter sua escolha em um caminho consistente.

8. Teste o nome escolhido

A marca deve ser representada por um nome acessível que facilite a pronúncia. Caso contrário, as pessoas poderão até mesmo sentir vergonha ao pedir por sua marca.

Mais do que acrônimos ou siglas inteligentes, pense que o nome escolhido deve ser de fácil lembrança e remeter instantaneamente a empresa à sua atividade principal, ao mesmo tempo em que traz diferenciação sobre os concorrentes.

9. Verifique no INPI

O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) é o órgão que regula o registro de marcas e patentes brasileiras. Acesse o site do órgão e confira se não o nome escolhido não está registrado.

Além disso, verifique se há disponibilidade do nome escolhido para o domínio do site de sua empresa. Afinal, você não quer que as pessoas busquem por sua marca na internet e se deparem com algum concorrente ou até mesmo resultados que nada tem a ver com sua marca. O registro.br uma ótima ferramenta para este fim.

10. Contrate um profissional

Um bom profissional de branding fará todos os estudos sobre a escolha do nome levando em consideração os atributos de design e posicionamento.

Recomendo que você faça pesquisas sobre os trabalhos desenvolvidos anteriormente e quais as soluções encontradas para defender os nomes escolhidos. Para isto, solicite o manual de desenvolvimento dos clientes ou acesse a página de cases deste profissional.

E então, entendeu toda a importância no processo de naming e quais os melhores caminhos para chegar ao nome perfeito para sua marca?

Se restou alguma dúvida, aproveite para deixar seu comentário abaixo ou entre em contato!

Você também pode se interessar por:

Versaway

Versaway é uma plataforma digital que conecta você ao seus interesses e a outras pessoas com o mesmo interesse através de hashtags

0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x